Novo Teste de Maciez

Fonte: ITAL / CTC (Centro de Tecnologia de Carnes)

Garrote meio-sangue Senepol x Brahman, 22 meses, a pasto

Animal utilizado para retirada de amostra para análise de força de cisalhamento

Pré-embarque: jejum de 24 horas

Carcaça identificada para retirada de amostra (dois dias post mortem)

Avaliação da carcaça: Equipe JBS (Iturama MG) e membros da ABCB Senepol

Desossa para retirada de amostra de Longissimus dorsi para análise

Amostra de Longissimus dorsi, selecionada para análise (RE. TC-378/11)

Resultado: 5,3 kgf (índice que certifica amostra como macia)
Segundo a literatura especializada e o resultado das análises, a carne (amostra) pode ser considerada como MACIA.
Uma amostra de carne é considerada macia quando o valor da força de cisalhamento, no primeiro ou segundo dia post mortem, fosse menor que 6,0 kgf.
Considerando o resultado da amostra (5,3 kgf) e aplicando o mesmo indicador da literatura de Shackelford et al. (1997) para maciez, a carne analisada (TC 378/11) pode ser considerada macia.

Institutos responsáveis pela análise e relatório de ensaio (RT.TC-378/11)

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.