Embrapa assume o índice e TecGen traz novidades para avaliação de população folicular no atual Programa Safiras do Senepol

Tecnologia do Safiras do Senepol impressiona médico veterinário Júnior Paupério (detalhe), que estreia no programa com a TecGen. (Foto: Assessoria Comunicação S+)

Tecnologia do Safiras do Senepol impressiona médico veterinário Júnior Paupério (detalhe), que estreia no programa com a TecGen. (Foto: Assessoria Comunicação S+)

O programa Safiras do Senepol ganha cada vez mais credibilidade. Reflexo não apenas do número cada vez maior de inscrições por selecionadores do Brasil inteiro, mas com as chancelas que se acumulam na avaliação das novilhas avaliadas pelo programa criado em 2009, na Fazenda da Grama, e que até a edição atual, 2015.2, já passou de 1.500 fêmeas avaliadas. Entre as novidades de maior impacto no programa estão a entrada da Embrapa e da TecGen na avaliação.

A atual edição, com final previsto para o dia 12 de março, em Pirajuí/SP, conta pela primeira vez com a avaliação morfológica das novilhas por parte de um técnico do Geneplus, da Embrapa. O pesquisador Lucas Nascimento Silva é o designado para dividir a avaliação com os técnicos da S+.

Nós não tinhamos poder de decisão nenhum no resultado e, agora, com um técnico da Embrapa, acredito que teremos transparência absoluta para estas avaliações. Não basta ser honesto, é preciso também ser percebido como tal”, afirma Júnior Fernandes, da Fazenda da Grama e da S+.

São sete as avaliações que compõem o índice do Safiras do Senepol. Além da avaliação visual, que envolve umbigo, pelo, cor e padrão racial, entram na nota das novilhas o que elas apresentam de desempenho em 150 dias de prova para ganho de peso, avaliação de carcaça, eficiência alimentar, escore do trato reprodutivo, população folicular e frame.

A outra novidade da edição 2015.2 é a presença de uma nova empresa na avaliação da população folicular, fundamental para determinar o potencial da novilha para se tornar doadora. A TecGen foi a empresa convidada a fazer parte do rol de técnicos envolvidos com a parte técnica do programa. “Fiquei muito contente com o convite que o Jr [Fernandes] me fez, porque eu tenho interesse de que a raça cresça ainda mais aqui no Brasil e tem de ser desse jeito, com multiplicação apenas de material genético de qualidade, avaliado”, declarou o médico veterinário Júnior Paupério, que trabalha com Senepol há 12 anos, conhece muitas linhagens que deram origem ao rebanho brasileiro e que acaba de passar a primeira avaliação nas 240 novilhas do teste.

Eu já tinha ouvido falar, mas lá, de perto, chamou atenção pela tecnologia”, revelou. “Esse controle da geração de dados é muito dinâmico, sem manipulação, isso é credibilidade”.

Júnior Paupério é um dos técnicos que estarão na Fazenda da Grama no dia 12 de março, quando será divulgado o resultado final do teste. Pela primeira vez, o Safiras do Senepol terá o ranking estabelecido pela Embrapa, baseado nos dados colhidos pelos técnicos de diversas entidades. Além de Embrapa e TecGen, assinam as avaliações do Safiras do Senepol instituições como S+, IZ, Aval, Coan Consultoria e Intergado.

Esta entrada foi publicada em Notícias, Noticias Safiras e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.